Cerca de 40 estudantes participam do Projeto Conhecendo o Parlamento, da Escola do Legislativo de Aracaju

por Lucas Oliver

A Câmara Municipal de Aracaju (CMA), por meio da Escola do Legislativo de Aracaju Professora Neuzice Barreto de Lima, recebeu quase 40 estudantes do Colégio Estadual Prof. Acrísio Cruz, localizado na Zona Norte da capital sergipana, na manhã dessa quinta-feira, 9, para mais uma edição do projeto pioneiro no Brasil, o Conhecendo o Parlamento.

De acordo com o diretor da Escola do Legislativo, Vander Costa, “O Conhecendo o Parlamento é um projeto piloto no Brasil e foi criado pela diretoria da Escola do Legislativo Professora Neuzice Barreto de Lima. Esse projeto consiste em receber os alunos, prioritariamente estudantes da rede pública, para que eles tenham uma vivência e uma oportunidade que, talvez, eles não tenham no seu dia a dia sobre política. Será uma aula dinâmica, prática e teórica. Eles vão aprender sobre representatividade política e a importância do parlamento. Em parceria com o TRE, a gente simula uma eleição, além de explicar sobre exercer a cidadania e a segurança das eleições com a urna eletrônica”, pontua. 

Para a professora de história e pedagoga, Adriany Carvalho, essa atividade é de extrema importância para a formação cidadã consciente sobre sua representatividade na política. “Hoje é um dia especial. O planejamento pedagógico da escola consiste ir além das informações obtidas dentro do âmbito escolar. Hoje trouxemos os adolescentes do Ensino Médio para aprender dentro da Escola do Legislativo sobre política, cidadania, além de incentivar os jovens a se envolverem nas discussões dos problemas da comunidade; possibilitar a compreensão do papel do Poder Legislativo, da separação de poderes e das esferas de governo”, comenta.

Na primeira etapa do projeto, o diretor da Escola do Legislativo de Aracaju, Vander Costa, explica sobre política a fim de contribuir para a conscientização e para o conhecimento dos instrumentos de efetivação de direitos legislativos. Logo em seguida, são formadas chapas para que os estudantes vivenciem, na prática, como é o processo de eleição. Depois, eles vão votar nas chapas e é eleito, com maior número de votos, a “Vereadora ou Vereador do Futuro”. Nesta edição, quem foi eleita por voto popular foi a estudante do 3º ano do Ensino Médio, Taisla Ludmila de Andrade.

“Estou surpresa e feliz por ser eleita. Abordei temas que passamos na nossa comunidade e dei algumas sugestões de melhorias para o dia a dia da população”, comenta a estudante Taisla Ludmila de Andrade.

CMA _
Nota de Esclarecimento - CMA
WhatsApp Image 2024-05-19 at 11.20
Projeto de Cícero do Santa Maria homenageia São Tomás More
Dra
Dermatologista explica causas de urticária em crianças
Rolar para cima
Rolar para cima