Cícero do Santa Maria lamenta falta de convênio para atender pessoas com deficiência da capital no CER IV

Inaugurado para servir como referência no atendimento de pessoas com deficiência da capital e do Estado, o Centro Especializado em Reabilitação de Sergipe (CER IV), que atende pacientes com deficiência física, auditiva, visual e intelectual, exerce um papel fundamental nesse tipo de atendimento.

E para conhecer melhor a estrutura oferecida, o vereador Cícero do Santa Maria (Podemos), que é secretário da comissão de Saúde, Meio Ambiente e Proteção Animal da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) fez uma visita surpresa à instituição.

Ao chegar ao local, o vereador constatou que o CER IV não estaria atendendo pacientes da capital por falta de convênio firmado com a prefeitura. “É muito bom a gente fiscalizar, agora, infelizmente, a gente sai triste em saber que a prefeitura de Aracaju não tem convênio com a instituição, o que deixa os cidadãos aracajuanos, com deficiência, sem um atendimento especializado”, lamentou Cícero do Santa Maria.

O parlamentar ressaltou que muitas prefeituras do interior oferecem esse serviço. “Um exemplo é a cidade de Nossa Senhora Aparecida, que todos os dias, a prefeitura fornece carro para que os pacientes possam vir todos e, infelizmente, os aracajuanos não podem ter esse atendimento por falta de um convênio”, relevou Cícero.

Pai de um adolescente com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), Cícero conhece, bem, a importância de um atendimento especializado. “Aqui, eles fazem o trabalho de acompanhamento e a gente viu que tem de tudo. Eu, como tenho um filho autista, sei da necessidade que Aracaju tem de ter um centro desse. Infelizmente é aqui em Aracaju, mas a prefeitura não tem convênio. Então, vou conversar com os outros membros da comissão para que a gente vá até o prefeito, a secretaria da Saúde e possa fazer o convênio que a população de Aracaju precisa”, completou Cícero do Santa Maria.

Estrutura

O CER IV cumpre o papel de preencher a lacuna existente em todo o Brasil no que se refere à reabilitação de pessoas com deficiência usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, o espaço tem como proposta ser referência regional, oferecendo tecnologia de ponta aos pacientes. Além de suas quatro áreas de especialidade, o Centro também foi criado para tratamento de pessoas ostomizadas (que utilizam bolsa de colostomia) e com múltiplas deficiências.

O espaço funciona atrás do Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (CASE), no Centro Administrativo, próximo ao Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas. O local tem capacidade de atendimento de 700 pacientes por mês e abriga sala de acolhimento familiar, consultórios médicos, oficina ortopédica, salas multidisciplinares para avaliação e reabilitação, brinquedoteca, biblioteca adaptada, sala de vídeo, campo de futebol, ginásio de fisioterapia ortopédica, piscina coberta e aquecida e anfiteatro.

Pela assessoria de imprensa do Parlamentar
Foto: China Tom

WhatsApp Image 2024-07-11 at 10.09
Banda Nata do Samba vai se apresentar em Aracaju nesta sexta-feira (12)
IMG_20240702_004334_115
Abrahão Crispim será homenageado na festa dos 90 anos do SEEB/SE
andersonramos_presidenteaci
Presidente da ACI/SE denuncia problemas na emissão do ITBI na Barra dos Coqueiros
Rolar para cima
Rolar para cima