Curso de estilismo do Senac/SE é referência no mundo da moda

De um curso de corte e costura até a percepção do que é moda, do que é produzir tendência, foi uma busca pelo diferente e inusitado, trilhado pela equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac/SE. Um começo desafiador, assim como em qualquer outra área de profissionalização ofertada pela instituição, mas que já rendeu duas premiações nacionais à equipe e a egressos da área.

“Primeiro passamos a entender enquanto instituição, que o mercado pedia algo mais que um simples curso de corte e costura. Vimos quais as adaptações precisávamos fazer para ressignificar os cursos ofertados na área de moda, inclusive a qualificação dos profissionais para atuar como instrutores”, relata o estilista Altair Santo, líder de processo de moda do Senac/SE.

Além do curso de corte e costura, que tinha a duração de cerca de 60 horas/aula e passou por uma reformulação total aumentando a carga horária para 220 horas, a partir de 2017, a unidade de Aracaju do Senac passou a ofertar o curso profissionalizante ‘estilista de moda’, com um total de 400 horas de aula.

“No início, tivemos que fazer as adaptações com os equipamentos que tínhamos. E a partir de 2019 começamos a estruturar o nosso primeiro laboratório, equipado com máquinas pneumáticas, com uma tecnologia mais avançada. Desde então, sempre progredimos, tanto em qualidade de ensino como em tecnologia na área de moda”, pontua.

Dos desafios enfrentados nos primeiros momentos, passando inclusive pelo período pandêmico causado pela Covid-19, o Senac/SE já formou cerca de 100 alunos. Altair lembra que foram ofertadas mais de seis turmas de ‘estilista de moda’, nos três turnos.

“Temos uma procura muito grande pelo curso, pela qualidade que ele oferece, principalmente no período da manhã, não só o de estilismo, mas o de costureiro também. E além desses dois cursos, este ano passamos a ofertar o técnico de modelagem de vestuário, que foi o primeiro por meio do Programa Senac de Gratuidade, o PSG”.

As novidades não param por aí, garante Altair Santo. Em 2023 será lançado um novo curso técnico, o de ‘designer de moda’.

“A motivação da equipe do Senac é grande, tanto por hoje ter egressos que empreenderam e lançaram marcas próprias, como pelos concursos que participamos e saímos vitoriosos com o material apresentado. Isso é muito gratificante, principalmente por sermos do menor Estado do país e ser do Nordeste”, enfatiza.

A arquiteta Maria Clara Ramos sempre sonhou em fazer cursos na área de moda. Ela foi uma das primeiras alunas do curso aberto pelo Senac em 2017.

“Realizei meu sonho, conheci o mundo da moda e suas várias faces. Abri minha marca no final de 2017 e comecei customizando sapatos. Só em 2019 é que iniciei na parte de roupa, com a minha marca própria”.

Dragão Fashion Brasil Festival

Em 2018, o Senac/SE se inscreveu pela primeira vez para participar do Dragão Fashion Brasil Festival, evento anual que acontece no Ceará há mais de 15 anos e já está consolidado no calendário nacional da moda brasileira. O projeto da equipe de Sergipe foi selecionado e trouxe para o Estado o primeiro lugar do festival.

“O tema daquele ano foi ‘Upcycle’ e nós fizemos um trabalho todo voltado para as obras de Artur Bispo do Rosário. Disputamos com as maiores escolas de designer, faculdades e universidades de moda do país, como a paulista Santa Marcelina, e conquistamos o primeiro lugar. Foi uma coleção linda, vista por profissionais e jornalistas de moda, inclusive de outros países”.

Em 2022, o projeto inscrito pela equipe da instituição em Sergipe, também foi selecionado para a final.

“Como o tema deste ano foi ‘cotonicultura do algodão’, fizemos nossas peças inspiradas na invisibilidade da mulher, com a pele queimada pelo sol, que trabalha nas lavouras de algodão. E mais uma vez fomos premiados, ficamos em segundo lugar. Isso mostra para o Brasil que Sergipe tem cultura e sabe fazer moda”, ressalta Altair.

Cursos de moda

Em 2023, para o segmento de moda, serão abertas turmas para dois cursos de qualificação, um técnico e 11 de aperfeiçoamento. Confira quais são:

Qualificação (a partir de 400h/aula)

1 – Estilista de Moda

2 – Costureiro

Técnico (a partir de 800h/aula)

1 – Designer de moda

Aperfeiçoamento (a partir de 40h/aula)

1 – Básico de Corte e Costura

2 – Aperfeiçoamento em Corte e costura

3 – Básico de Costura e Acabamento

4 – Comunicação Integrada de Marketing na Moda

5 – Consultoria de Estilo – Personal Stylist

6 – Modelista

7 – Desenhista de Moda

8 – Análise de Coloração Pessoal

9 – Aperfeiçoamento em Corte e Costura e Modelagem

10 – Básico de Modelagem Plana Masculina e Feminina

11 – Modelagem Escalonada

WhatsApp Image 2024-04-09 at 10.57
Cícero do Santa Maria cobra realização de exames de ultrassonografias em Aracaju
WhatsApp Image 2024-04-09 at 10.57
“Famílias carentes não conseguem pagar taxa de esgoto da Deso”, afirma vereador Cícero do Santa Maria
G
Ricardo Vasconcelos: a esperança de uma nova história na política aracajuana
Rolar para cima
Rolar para cima