Egressos do Senac/SE hoje integram a equipe de garçons do Restaurante Escola Bistrô Cacique Chá

O Senac/SE traz em seu histórico social, relatos de trabalhadores que conquistaram vagas no mercado de trabalho ou que empreenderam, a partir de cursos que fizeram na instituição, que se tornou referência em educação profissional, ao longo dos seus 76 anos de existência. Desde a sua criação, o principal objetivo é preparar pessoas para atuar nos setores do comércio, bens e serviços. E hoje, essa capacitação chega a todo o Estado, por meio das unidades instaladas em alguns municípios e da Unidade Móvel.

Além de preparar para o trabalho, o Senac possui trabalhadores em seu quadro funcional, em diversos setores, que foram egressos da instituição. É o caso dos garçons Igor Felipe Santos Lemos, Héricles de Araújo Oliveira e da garçonete Karine Ferreira, que trabalham no Restaurante Escola Senac Bistrô Cacique Chá.

“Fiz o curso de garçom em 2012 e fui muito bem recebida pelos instrutores, que sempre procuravam incentivar os alunos e passar todo o conteúdo teórico e prático, de forma bem didática. Aprendi muito com eles, tanto que hoje estou aqui no Cacique Chá”, declarou Karine Ferreira, rememorando o que a levou a fazer o curso no Senac.

“O Senac é uma instituição que sempre teve muito boas referências, que todos indicavam para fazer cursos. Outras pessoas que já tinham feitos cursos na instituição, me incentivaram a fazer. Não tinha nenhuma formação nem trabalhava. Já durante o estágio no restaurante do Senac, recebi convite para trabalhar em um hotel, depois em eventos e em 2015, fui indicada por instrutores para vir trabalhar no Cacique Chá. Em 2021 também me indicaram e atualmente estou efetiva, pois fiz o processo seletivo e passei”.

O jovem Igor Felipe Santos de Lemos, 23 anos, passou por uma situação comum por quem acaba o ensino médio e começa a buscar um emprego.

“Quando concluí os estudos, conversei com um amigo que era garçom e, pelo que ele relatou do trabalho, gostei da área. Tentei ingressar sem ter experiência, mas não tive sucesso. Minha mãe, vendo meus esforços, sugeriu que eu fizesse um curso no Senac, que estava abrindo vaga. Isso foi em 2018, fiz o curso de garçom, amei, tanto a parte teórica quanto a prática, os professores foram excelentes”, relatou, complementando que, assim que concluiu o curso, foi chamado para alguns trabalhos.

“Surgiram vagas em hotéis, mas eu sempre me identifiquei mais com restaurantes. Logo no início de 2019, fui chamado para trabalhar num restaurante bar à noite, onde fiquei por mais de dois anos. Depois veio a pandemia, houve restrições e ano passado, em fevereiro, comecei aqui no Cacique Chá. Estou de volta à instituição onde fiz o curso, onde aprendi tudo sobre atendimento, técnica de abrir vinho, como servir, organizar mesa e muito mais. Tudo que eu tenho hoje foi após ter feito o curso do Senac e penso em fazer outros cursos, como o de programador, pois quero ter outras qualificações”.

Atualmente garçom, Héricles de Araújo Oliveira relembra que veio do município de Poço Redondo, onde trabalhava como autônomo, para tentar conseguir um emprego melhor na capital sergipana.

“Eu não tinha área específica, mas quando vim pra Aracaju, a minha mãe me aconselhou a fazer um curso no Senac. Olhei o catálogo de curso e procurei um que achava que iria gostar e me ajudaria a conseguir emprego. Então escolhi e comecei o curso de garçom em 2018, no meio do ano. Após a conclusão, passei a trabalhar em eventos, formaturas, empresas. Depois passei um tempo desempregado, devido a pandemia”, recordou.

Héricles não se acomodou e sempre se manteve antenado com a possibilidade da abertura de processo seletivo no Senac.

“Desde que concluí o curso, tinha em mente poder voltar para trabalhar na instituição. Surgiu a oportunidade no início do ano passado, quando abriu processo seletivo para garçom, consegui passar e sou grato pela oportunidade que me foi dada pelo Senac. E penso evoluir sempre e me capacitar em outras áreas, através de cursos ofertados pelo Senac, na área de saúde. Quero fazer técnico de enfermagem e nutrição”.

Banco de Oportunidades

Os alunos que concluíram cursos no Senac/SE, nas diversas áreas do comércio de bens, serviços e turismo, têm à disposição o Banco de Oportunidades, onde podem cadastrar seus currículos.

O Senac/SE possui mais de 200 empresas parceiras em todo o Estado, que regularmente solicitam indicações de ex-alunos para vagas de trabalho.

A entrega do currículo pode ser feita presencialmente, na sede da instituição em Aracaju, ou encaminhado através do e-mail [email protected]

Cursos

O Senac disponibiliza um catálogo de cerca de 800 cursos, entre técnicos e profissionalizantes, através dos Centros de Educação Profissional de Aracaju, Lagarto, Propriá, Itabaiana, Nossa Senhora da Glória e Tobias Barreto; do Centro de Gastronomia e das Unidades Móveis.

Em 2022, das turmas abertas, foram concluídas 766 e aprovadas nos diversos cursos, 8.320 pessoas qualificadas para atuar em diversas áreas de trabalho.

Clique aqui e conheça os cursos para 2023.

Com informações da assessoria

WhatsApp Image 2024-07-11 at 10.09
Banda Nata do Samba vai se apresentar em Aracaju nesta sexta-feira (12)
IMG_20240702_004334_115
Abrahão Crispim será homenageado na festa dos 90 anos do SEEB/SE
andersonramos_presidenteaci
Presidente da ACI/SE denuncia problemas na emissão do ITBI na Barra dos Coqueiros
Rolar para cima
Rolar para cima