São Cristóvão: vem ser feliz na primeira capital de Sergipe

Esta semana a nossa expedição é na quarta cidade mais antiga do Brasil: São Cristóvão. O ano era 1590, quando o capitão português, Cristóvão de Barros, fundou a primeira capital de Sergipe. Intitulada Cidade Mãe de Sergipe, o município é tido como Capital Honorária do Estado. Aperte o cinto que a nossa viagem começou. A 25km da capital Aracaju, a Cidade Mãe de Sergipe é berço da cultura, da gastronomia e do turismo.
Na última terça-feira, 1º, São Cristóvão comemorou o 13º aniversário do título de Patrimônio Cultural da Humanidade da Praça São Francisco, entregue pela Organização das Nações Unidas pela Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Nossa primeira parada é na Praça São Francisco, que é um conjunto arquitetônico singular no Brasil, representando uma fusão do modelo urbanístico utilizado por Espanha e Portugal, durante o período entre as décadas de 1580 e 1640. Você sabia que essa praça forma um espaço quadrilátero que abriga diversos edifícios públicos e privados, incluindo a Igreja e o Convento de São Francisco, cujo traçado foi inspirado na Ordenação Filipina? Quando eu digo que São Cri Cri tem seu valor turístico, histórico e sociocultural é por conta da Praça São Francisco, que conquistou o status de patrimônio global. A praça exerce um papel essencial como lugar de memória coletiva para os turistas e moradores.

Lógico que nossa segunda parada ia ser na Igreja Matriz Nossa Senhora da Vitória. Ela foi fundada em 1608. A igreja foi designada patrimônio de influência portuguesa e é um bem tombado pelo IPHAN. Tratando-se de uma das estruturas mais antigas da cidade de São Cristóvão, além de ser tombada pela UNESCO.
Já a nossa terceira parada foi na Casa do Beiju, lá bati um papo com a Vânia, que fundou o empreendimento gastronômico com o objetivo de permanecer viva a tradição. Aqui você participa do turismo de experiência da entrada até a oportunidade de fazer com ela os beijus mais suculentos do mundo. Este local é ponto turístico gastronômico e parada obrigatória para quem visita São Cristóvão.
Passei pela Casa da Queijada, conversei com Dona Marieta. Uma mulher ímpar com uma memória invejável, além de ser força e resistência. É claro, que não podia deixar de visitar o memorial de Irmã Dulce que conta sua história e com replicas das roupas e seus pertences. É emocionante.

A Igreja do Senhor dos Passos é o encontro das procissões de Senhor dos Passos que são realizadas aos sábados e domingos, após o carnaval. A igreja é encantadora. Aproveitei para visitar o Museu dos Ex-Votos a relação de fé ao Senhor dos Passos e o Museu dos Ex-Votos. Você sabia que cada peça é única, pois representa um milagre que foi alcançado? O Museu dos Ex-Votos funciona de terça-feira a sábado, a partir das 9h da manhã.
Bom, vamos ficando por aqui com o gostinho de conhecer mais a Cidade de São Cristóvão. Se vocês querem a parte II dessa expedição, nos deixa mensagem pelo Instagram @SouLucasOliver

WhatsApp Image 2024-04-09 at 10.57
Cícero do Santa Maria cobra realização de exames de ultrassonografias em Aracaju
WhatsApp Image 2024-04-09 at 10.57
“Famílias carentes não conseguem pagar taxa de esgoto da Deso”, afirma vereador Cícero do Santa Maria
G
Ricardo Vasconcelos: a esperança de uma nova história na política aracajuana
Rolar para cima
Rolar para cima