‘Sergipe é aqui’ recebe demandas para poços e barragens por meio da Coderse

Em uma das demandas, a empresa atendeu o assentamento de Pirambu em relação a recuperação de tanques de piscicultura e a instalação de sistema de abastecimento já perfurado pela própria Coderse

Em cada nova edição do ‘Sergipe é aqui’ surge uma nova oportunidade para a Companhia de Desenvolvimento Regional de Sergipe (Coderse) receber demandas da população rural e apresentar à sociedade os seus serviços. Nesta sexta-feira, 26, o município de Carmópolis, no leste sergipano, recebeu diversos serviços ofertados pelo Governo do Estado.

Vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri), a Coderse leva desenvolvimento humano às localidades rurais, oferecendo água para a produção agrícola e pecuária, em perímetros irrigados, sistemas de abastecimento, barragens e aguadas. Sem deixar de atender à demanda de consumo humano, em localidades distantes das redes convencionais de abastecimento. Dando condições de vida para fixar o homem e a mulher no campo e a diminuição da incidência de doenças de veiculação hídrica. Neste quesito, o Programa Água Doce (PAD) se destaca ao tornar a água salobra de poços em potável.

“É uma oportunidade ímpar de mostrar para todos os cantos do estado, o trabalho bonito que o Governo do Estado está fazendo no PAD, através da nossa maquete e os seus componentes explicando à população. No programa, estamos em uma intensa programação de manutenção geral das 29 unidades de produção de água dessalinizada, na região de Semiárido. Concluímos hoje a última das cinco capacitações de operadores desses sistemas, para reciclar e preparar novos profissionais que vão cuidar do abastecimento de água potável nas comunidades. E já no dia 5 de junho, começa a primeira das oficinas de ‘Sustentabilidade Ambiental’, para todos os usuários”, listou o diretor-presidente da Coderse, Paulo Sobral.

Poço e limpeza de barragens
Edvaldo Alves é presidente da Associação de Produtores do Assentamento Papagaio, em Pirambu. Ele veio até o ‘Sergipe é aqui’ com um grupo de representantes e foi atendido pelo secretário da Agricultura, Zeca Ramos da Silva, e  pelos diretores da Coderse, que receberam duas demandas da localidade que tem como atividade principal a criação de peixes em barragens escavadas.

“A recepção foi boa hoje aqui, em Carmópolis. Tivemos a garantia do secretário da Agricultura e do presidente da Coderse que vão mandar uma máquina para  ajudar a gente. Porque estamos lá sofrendo com as barragens, os canais das barragens estão cheias de mato e isso fez a vazão da água cair 400mm. Choveu muito no estado e não teve como a água passar”, informou Edvaldo Alves.

A outra demanda do Assentamento Papagaio foi a instalação do poço perfurado pela Coderse em outubro de 2022. Segundo o diretor de Infraestrutura Hídrica da Coderse, Ernan Sena, que atendeu o grupo da colônia de piscicultores, falta pouco para ter água para consumo dos moradores.

“A escavação dos  tanques, será feita pelo ‘Programa de Recuperação de Barragens’, do Governo do Estado e executado pela Coderse. O poço só depende da prefeitura municipal fazer a ligação da energia elétrica no local do poço para nossas equipes da Dipoços (Divisão de Instalação) completarem o serviço”, pontuou Ernan Sena.

“Agora eu acredito que vai sair, porque conversamos com o representante da Coderse e ele disse que vai partir deles. Temos muita expectativa depois dessa conversa”, completou o piscicultor Edvaldo Alves.

Assessoria de Imprensa

WhatsApp Image 2024-04-09 at 10.57
Cícero do Santa Maria cobra realização de exames de ultrassonografias em Aracaju
WhatsApp Image 2024-04-09 at 10.57
“Famílias carentes não conseguem pagar taxa de esgoto da Deso”, afirma vereador Cícero do Santa Maria
G
Ricardo Vasconcelos: a esperança de uma nova história na política aracajuana
Rolar para cima
Rolar para cima