Vereador Pastor Diego se manifesta contra a marcha da maconha

Foto: Gilton Rosas

O vereador Pastor Diego (União) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) nesta quinta-feira, 16, para expressar indignação e receio com a realização da marcha em favor da descriminalização da maconha, prevista para ocorrer no dia 26 de maio, na praia da Cinelândia. O parlamentar destacou a inadequação do evento em meio a tantas necessidades urgentes enfrentadas pela cidade e pelo país.

Na percepção dele, a mobilização é um desvio de foco das verdadeiras questões que demandam atenção da população e das autoridades. “Com tantos problemas sérios para resolver, como o transporte público e a mobilidade urbana, é absurdo que estejamos discutindo a descriminalização da maconha”, afirmou o vereador.

Pastor Diego enfatizou que “Aracaju, Sergipe e o Brasil são contrários às drogas”, evidenciado pela recente aprovação, em primeira votação, no Senado, da PEC que criminaliza a posse e o porte de drogas em qualquer quantidade. “O uso recreativo da maconha e outras drogas representa um grave atentado à saúde pública”, considerou.

Referindo-se à experiência de outros países, o vereador citou o Uruguai como exemplo negativo. “A flexibilização das drogas no Uruguai só aumentou a criminalidade, os assassinatos e fortaleceu o crime organizado. Não podemos permitir que o mesmo aconteça aqui,” alertou.

Em desfecho, Diego também abordou a recente operação da Polícia Civil de Sergipe, que desarticulou um comércio ilegal ligado a uma associação de cultivo medicinal. Segundo ele, a associação deveria se limitar ao uso medicinal, mas foi investigada por envolvimento na venda de drogas. “Se até mesmo associações voltadas para fins medicinais se desviam, imagine a dificuldade que nosso país enfrentaria com a descriminalização,” pontuou.

Em um apelo direto à população aracajuana, Pastor Diego pediu que todos se posicionem contra a marcha. “A descriminalização só é apoiada por quem não tem um familiar dependente químico. Quem vive essa realidade sabe o quanto é destrutivo,” concluiu.

Rotatório do Bugio

Segundo relatos de moradores, a obra localizada na rotatória da Avenida Centenário, no bairro Bugio, está causando problemas à população que tem aquela rota como parte de sua rotina diária. Diante das constantes queixas, o vereador Pastor Diego cobrou celeridade na conclusão da obra e organização no trânsito local.

“As pessoas não estão mais tendo acesso facilitado ao fim de linha do Bugio por causa disso. É responsabilidade da SMTT e da Emurb minimizarem os transtornos aos residentes da região. Fica aqui uma solicitação ao senhor Renato Telles e aos órgãos competentes para que reveja o fechamento dessa rotatória e tome as devidas providências”, enfatizou.

Assessoria Parlamentar

CMA _
Nota de Esclarecimento - CMA
WhatsApp Image 2024-05-19 at 11.20
Projeto de Cícero do Santa Maria homenageia São Tomás More
Dra
Dermatologista explica causas de urticária em crianças
Rolar para cima
Rolar para cima